sábado, 7 de fevereiro de 2009

O cristao e a supersticao


Uma das semelhanças entre o cristão e o ímpio é que ambos buscam a Deus, mas de formas diferentes.
Antes do sacrifício de Jesus na cruz para salvar a alma humana, Deus requeria dos homens sacrifícios de animais para expiação de pecados.
Jesus, o Filho de Deus, cumpriu o Sumo Sacrifício – o maior de todos – com a sua própria carne e sangue: Sua vida, de uma vez por todas!
Quando nos convertemos, o mundo e suas práticas religiosas ficam para trás. Nascemos de novo espiritualmente! Somos novas criaturas e temos um novo objetivo de vida: proclamar as Boas Novas e a vinda do Reino de Deus!
Mas muitos crentes têm dificuldades em esquecer as velhas práticas aprendidas em outras religiões, seitas e filosofias. Temos visto que até incentivados por líderes (sem esta consciência teológica), agregam às práticas bíblicas do Novo Testamento às antigas praticas pagãs, tais como:
- Deixar a Bíblia aberta no carro para "espantar ladrões"
- Deixar a Bíblia aberta no Salmo 91 em casa para "espantar demônios"
- Fixar atrás da porta de entrada da casa um folheto sobre o Salmo 91 (ele de novo...como se só este fosse importante...) ou Salmo 23 para proteção.
- Levar para casa objetos, flores, sal, arruda sabonetes, shampoo (sic.) ungidos para absorver as "energias más" e "atrair as boas"
Pergunto eu: onde fica então a adoração ao Deus verdadeiro que deve ser segundo Ele mesmo, "em espírito e em verdade"?
Onde fica a soberania de Deus sobre os seres humanos e sobre todas as coisas? Como fica o poder no nome de Jesus para estas pessoas? Onde a autoridade do sangue de Cristo?
A Palavra de Deus diz que nossas armas não são carnais – 2Co.3-5. Nossa luta é contra seres espirituais: maus, astutos, mentirosos e enganadores e conhecedores da Palavra de Deus.
Satanás crê em Deus e estremece. Mas muitos crentes se acostumam com a Graça e abusam dela...
Nossas armas são espirituais e não naturais. Para isto o Senhor nos deu uma armadura (Ef.6:10-18).
Nem deste versículo devemos fazer "um amuleto". A tendência do ser humano é sempre idolatrar objetos e palavras – por isto Deus nunca permitiu que o corpo de Moisés , a arca de Noé e a arca da Aliança fossem encontradas. Senão seriam mais objetos de idolatria para os homens que só acreditam no que vêem.
Não é só ler a Palavra...é VIVER NA PALAVRA que nos dá autoridade. É o homem fechar as próprias brechas em sua vida, é se arrepender de seus pecados, tomar sua cruz dia após dia e reconhecer que Deus é Espírito e importa que o adoremos em espírito e verdade. Isto quer dizer: ter comunhão. Estudar a Bíblia para poder usá-la corretamente.
Aí sim, nosso culto a Deus será da forma que o agrada, sem superstição, sem fogo estranho no altar.
É muito mais simples e possível do que fazer sacrifícios na carne.
Simples...como o Senhor Jesus sempre foi e nos ensinou a ser.
A Ele toda glória!

Nenhum comentário:

Postar um comentário