sábado, 7 de maio de 2011

PARA INGLÊS VER



Relutei, relutei, mas vim escrever... Idéias são como um filho para nascer, se remexem tanto dentro de nós que enquanto não as colocamos para fora, não temos paz. É como um parto, uns com mais ou menos dor.
Acho que muito já foi escrito sobre o assunto: o casamento (i)real...
Mas é curto é rápido o que tenho a dizer.
Antigamente havia um ditado "Isto é só para inglês ver" se referindo a algo que alguém estava fazendo só para se mostrar, aparecer, com outras intenções (tipo obras para sendo feitas para a população em vésperas de eleição...).
O casamento do filho de Lady Dy aconteceu em época certa para a ostentação de algo em que a maioria dos habitantes da terra não acreditam mais. Na história real (e na maioria das histórias dos simples mortais plebeus) o príncipe virou sapo e a princesa foi sacrificada, mesmo que não sendo por colocar o dedo no fuso amaldiçoado da madrasta e bruxa...
Foi um casamento "pra inglês ver..." E viram! E gastaram muitas libras em bugigangas, e gritaram como loucos nas ruas, e ficaram bêbados autorizados até alta madrugada...
E depois, nós cristãos é que somos fanáticos!!!
Será que ninguém viu fanatismos nestas transmissões??!
Mas, a festa deles acabou naquele dia mesmo, quando cada um foi para sua casa pensando como estaria sendo a lua de mel real...Outras mocinhas ingênuas sonhando com o príncipe que sobrou, quem sabe se elas também um dia tem a mesma sorte (sorte?)
Para mim não, a festa continua, pois estou esperando meu Noivo...
Enfim, quero te dizer, que estou exultante em saber que tenho um Rei me esperando!!!
Vai ser o casamento do século e por TODA A ETERNIDADE!!! Ele é o homem mais lindo que já pisou nesta terra, aliás foi ele quem a criou. Sua coroa é indestrutível e indescritível - não se compara a coroas feitas por mãos humanas. Seu olhos são como chamas de fogo para com os que se levantam contra mim, mas são de uma doçura profunda como o oceano quando olham para mim, quando estamos em nosso lugar secreto. Suas mãos são fortes e me sinto segura em seus braços que me defendem e se preciso até me carregam nos momentos difíceis, mas quando acariciam meu rosto ou cabelo são como a brisa da manhã por entre os campos floridos.
Sou dele e ele é meu!
E nossas bodas não serão só pra inglês ver, mas todo olho o verá(Apocalipse 1:7) e se arrependerá por dar mais importância à pompa e circunstância e ostentação do que para a humildade do amor verdadeiro e puro de JESUS!
Porque o essencial é invisível aos olhos!(Antoine de Sait Exupéry)
A Ele toda glória (e amor)
Pra. Tânia

3 comentários:

  1. graça e paz pastora Tânia,de muito bom gosto o seu post sobre o casamento real, na dose certa você relatou uma história de uma casamento real, mas que acabou no dia seguinte, mas o REAL casamento que todos deveriam querer está la e que ninguém da bola, onde Cristo vai vir buscar a sua noiva não como a nova duquesa de não sei das quantas da inglaterra, mas uma noiva sem mancha perfeita. vou para por aqui estou te seguindo faça uma visita ao meu blog estou aguardando sua visita, abraço .

    ResponderExcluir
  2. OI Tania, obrigada por sua visita e por esta seguindo o vivendo pela palavra,seja bem-vinda!! Que bom que gostou obrigada pela palavra de incentivo, eu aja estou por aqui, parabéns pelo blog!!
    Lhe convido a conhecer os meus dois blogs:
    Dicas para Mulheres: http://dicasparamulhes.blogspot.com
    Pensamentos para Meditação!http://dicasparamulhes.blogspot.com
    Amiga desejo uma boa noite!!

    ResponderExcluir
  3. Que lindo Tania, acho que muitas vezes a maioria do povo cristão esquece desse noivado e casamento próximo. beijosss
    www.a-meninadosolhosdedeus.blogspot.com

    ResponderExcluir